Araguaína, 23/10/2014 - 02:28 hs       |       ANUNCIE AQUI    |    EXPEDIENTE

Anterior

MPE pede pela terceira vez suspensão do contrato da Delta e quebra de sigilos

19/07/2012

Anterior

Próxima

Contando jornada doméstica, mulher trabalha mais do que homem, diz OIT

19/07/2012

Próxima
Publicado em 19/07/2012 às h

Araguaína registra o quarto homicídios em 8 dias; última vítima foi executada com 2 tiros dentro da própria residência



 Foto: Fernando Almeida 

Mais uma pessoa foi assassinada por arma de fogo em Araguaína.  Desta vez foi Célio Luiz da Silva, 37 anos, executado com dois tiros dentro do quarto do casal, após sua residência ser invadida pelo assassino. O crime ocorreu na rua Macieira no Setor Araguaína Sul por volta das 19:00 horas da quarta-feira, 18.

 Segundo as informações, um homem chegou numa motocicleta, arrombou o portão, invadiu a casa e efetuou dois disparos em Célio Luiz da Silva. A vítima foi alvejada por um tiro na cabeça e outro na região do tórax, vindo a óbito no local.   Já o assassino fugiu com destino ignorado. O corpo foi encaminhado ao IML de Araguaína, e a polícia não deu detalhes sobre o crime.

 A morte de Célio Luiz da Silva é a quarta registrada nos últimos oito dias em Araguaína com características semelhantes, sendo que as vítimas são homens, ambas mortas por arma de fogo e os assassinos não foram presos. Somente em um dos casos o autor foi identificado, o agente penitenciário, mas alegou legitima defesa e foi liberado.  

Histórico

Esse é o quarto assassinato registrado no mês de julho provocado por arma de fogo. Alessandro Rodrigues dos Santos, 27 anos, foi morto a tiros no dia 10  de julho, na rua do Amor na Feirinha, e o outro crime,  no mesmo local  ocorreu 4 dias depois, tendo como vítima Ricardo Pereira Silva Pinto (26 anos).  O terceiro assassinado do mês foi  Rafael Pereira morto por um agente penitenciário, quando tentava assaltar uma lanchonete.

Em junho

No mês de junho ocorreram 2 homicídios com características semelhantes. José Cléber Lira de Sousa, 30 anos, foi executado com 3 tiros  no dia 22 de junho, no terminal rodoviário de Araguaína, e menos de 72 horas após o primeiro homicídio,  o jovem Francival da Silva  Oliveira,  22 anos, foi morto a tiros no setor Céu Azul. 

 






Deixe seu comentário





Link:



  Publicidade  
Colunistas
Por Luiza Helena
Por José Américo