Araguaína, 02/10/2014 - 03:22 hs       |       ANUNCIE AQUI    |    EXPEDIENTE

Anterior

Católicos realizarão evento para universitários e profissionais em Araguaína

28/01/2013

Anterior

Próxima

Jovem de 27 anos é morto com 7 facadas na região da Feirinha em Araguaína

28/01/2013

Próxima
Destaque
Publicado em 28/01/2013 às 18:49 h

UPA de Araguaína inicia classificação de gravidades com pulseiras coloridas entregues aos pacientes



 Foto: Divulgação 

Inicia oficialmente nesta segunda-feira, 28/Jan, na Unidade de Pronto Atendimento – UPA 24 h, localizada no Setor Araguaína Sul, em Araguaína, a utilização das pulseiras coloridas classificatórias, que fazem parte do Acolhimento por cor, conforme preconiza o Ministério da Saúde (MS). O objetivo, além de identificar os pacientes prioritários, é de também facilitar o olhar de toda a equipe de Enfermagem e Médica no que diz respeito a identificação dos pacientes cuja prioridade é definida pela coloração da pulseira.

O sistema de acolhimento com classificação de risco funciona da seguinte forma: após ter a ficha de atendimento preenchida, o paciente vai para a sala de classificação de risco. Nessa sala, o estado do paciente é conferido por uma Enfermeira, que vai detectar o seu risco, através de uma pulseira, que pode ser vermelha, amarela, verde ou azul.

Se classificado dentro do nível vermelho, o paciente que chega à unidade tem o estado de saúde grave e corre risco de morte. Seu atendimento dever ser urgente, tendo prioridade entre os demais. Já se o paciente for classificado no nível amarelo, seu estado de saúde também é grave e precisa entrar em atendimento com urgência. No caso do paciente com a pulseira verde, representa que ele não corre risco de morte, podendo ser atendido sem prioridade. Quanto aos pacientes identificados com a pulseira azul, são aqueles que nem deveriam procurar a emergência, mas um posto de saúde na própria comunidade. Há também casos em que não recomenda-se identificar a classificação por pulseira, uma vez que pode haver alterações no estado clínico do paciente. (Informações Originárias da Gerência de Comunicação)

 

 

 






Deixe seu comentário





Link:



  Publicidade  
Colunistas
Eleições 2014
Opinião