Araguaína, 31/07/2014 - 04:22 hs       |       ANUNCIE AQUI    |    EXPEDIENTE

Anterior

Campus do IFTO de Paraíso abre processo seletivo

06/11/2013

Anterior

Próxima

Obras do HGA de Araguaína terão início na próxima terça; serão 400 leitos com investimento de R$ 160 milhões

07/11/2013

Próxima
Publicado em 06/11/2013 às 19:46 h

Após discussão sobre lâmpada acesa, caseiro decepa cabeça de amigo a golpes de machado próximo a Araguaína



 Foto: Márcia Costa/Programa O Povo na TV 

O corpo da vítima foi encontrado sem a cabeça dentro de uma rede

Fernando Almeida e Ramila Macedo

Na noite desta terça-feira, 05, uma simples discussão entre dois amigos por causa de uma lâmpada que estava acesa e foi apagada terminou em tragédia. O caseiro de uma chácara matou o vizinho a golpe de machado e jogou a cabeça num matagal. O assassinato com requintes de crueldade ocorreu numa chácara, a 50 km de Araguaína.

O corpo da vítima foi encontrado sem a cabeça dentro de uma  rede, pela polícia na Chácara Chapa Halls na tarde desta quarta-feira (06). Até o momento foi identificado apenas como Manuel.  O  machado utilizado para cortar o pescoço estava ao lado e uma das orelhas e se encontrava em cima da mesa.  A PM demorou cerca de 3 horas para localizar a cabeça, que estava próximo às margens de uma estrada, há 1 km da cena do crime.

Acusado 

A acusado pelo crime bárbaro trata- se do caseiro Paulo Martins Reis,  42 anos, que foi preso quando dormia na chácara Pingo do Ouro, (Região Cajú Manso), próximo onde ocorreu a tragédia.  Ele estava com as roupas ensanguentadas, com sinais de embriaguez, confessou e disse ter se arrependido.

Justificativa do acusado

Às autoridades, Reis explicou que estava bebendo durante a noite e Manuel desligou lâmpada e após a discussão começou ameaçá-lo. Diante disso, ele (Paulo) desferiu os golpes de machado no amigo apartando o pescoço.  Já a PM chegou até o local após denúncias de que um homem estava andando com a cabeça de uma pessoa numa sacola, ameaçando matar mais pessoas. No momento em que foi preso, o acusado alegou não lembrar onde teria deixado a cabeça do amigo.

Segundo as informações, a vítima (Manuel)  tomava conta de outra chácara ao lado, e estava prestando um favor ao Paulo, olhando a Chácara Chapa Halls enquanto ele tinha saído.  O  acusado foi encaminhado à Delegacia de Plantão de Araguaína onde se encontra à disposição da Justiça.

Perícia 

Conforme a perícia, o corpo sofreu perfurações na região do peito, possivelmente com faca. No local a PM apreendeu 02 espingardas, 02 facas, 01 litro de 51 e um machado. Já o corpo se encontra no Instituto Médico Legal de Araguaína (IML), mas ainda não foi identificado e está sem nenhuma documentação.

(Com informações da repórter Márcia Costa/Programa O Povo na TV)






Deixe seu comentário





Link:



  Publicidade  
Colunistas
Debate eleitoral
Trampolim